Sonic Riders Personagens E Histórias Sobre O Jogo

Quando foi lançado, no primeiro semestre de 2006, Sonic Riders trouxe grandes novidades à série Sonic the Hedgehog. Um novo estilo de corrida, novos personagens, novos veículos, além de um novo visual. É claro que elementos clássicos da série como anéis, Chaos Emeralds, escudos e outros também estavam presentes no jogo.

Sonic Riders foi, até certo ponto, bem recebido pelos fãs de Sonic, o que permitiu que o jogo recebesse (até aquele momento) duas sequências, Sonic riders silver: Zero Gravity (2008) e Sonic Free Riders (2010). Video game sonic vamos relembrar bons momentos.

Vamos falar um pouco sobre as novidades que Sonic Riders trouxe à série Sonic the Hedgehog, então se você também se considera um “rider”, aproveite foi feito para você!

Extreme Gears

Extreme Gears são veículos futuristas movidos à ar, que atingem velocidades incríveis, são os veículos utilizados nas corridas dos jogos da série Sonic Riders.

Tipos de Extreme Gears

Todos os personagens possui uma extreme gear inicial, que foi projeta pensando em suas características e que, na maioria dos casos, é exclusiva do personagem em questão.

Cada extreme gear possui características próprias, que devem ser combinadas as características dos personagens, por exemplo, uma extreme gear combine com as características do Sonic, pode ser considerada ruim se o personagem escolhido for o Storm.

Além das características de velocidade, aceleração, controle, entre outros, as extreme gears diferem umas das outras em suas formas e tamanhos. Abaixo temos a lista de tipos de extreme gears.

Boards (Pranchas): É o tipo mais comum de gear, uma vez que a maioria dos personagens possuem boards como suas extreme gears iniciais. As boards são o tipo mais equilibrado de extreme gear, tendo uma pontuação mediana na maioria das características e um consumo de ar razoável.Em Sonic Riders Zero Gravity este tipo de gear permite que o personagem deslize através dos rails.Quase todos os personagens podem utilizar as boards, exceto o Dr. Eggman e os robôs SCR.

Skates (Patins): Os skates são extreme gears menos potentes, mas que possuem ótimo controle e consumo de ar. No primeiro Sonic Riders é necessário terminar o Story Mode (Heroes) para desbloquear os patins. Shadow é o único personagem que utiliza patins como extreme gear inicial. Assim como acontece com as boards, em Sonic Riders Zero Gravity este tipo de gear permite que o personagem deslize através dos rails.Outra característica em comum com as board, é quase todos os personagens podem utilizar skates, exceto Dr. Eggman e os robôs SCR.

Outras informações: https://cosplace.com.br/sonic-the-hedgehog-3/

Bikes (Motos): As bikes são extreme gears de grande potência, mas péssimo consumo de ar. Em Sonic Riders Zero Gravity este tipo de gear permite que com que os personagens acessem caminhos alternativos ao derrubarem algum obstáculo. No primeiro Sonic Riders este tipo de Gear só pode ser utilizado após o jogador terminar o Story Mode (Babylon). Os únicos personagens que não podem utilizar as bikes são Ulala, os robôs E-10000 e SCR.

Air Rides (Máquinas Aéreas): Introduzidas na séria pelo jogo Sonic Riders: Zero Gravity, as Air Rides inicialmente aparentam ser boards comuns, mas ao realizar-se o upgrade, elas mudam para uma forma semelhante a letra grega Psi (Ψ). Ao adquirir sua nova forma, a posição do personagem sobre a Extreme Gear também é alterada, ao invés de pilotá-la de pé, agora o personagem guia sua Air Ride sentado. A principal característica das Air Rides é a sua capacidade de vôo, que permite ao jogador acessar caminhos alternativos.Assim, como a grande maioria dos tipos de Extreme Gears, as Air Rides podem ser utilizados por quase todos os personagens do jogo, com exceção do Dr. Eggman e dos robôs SCR.

Yachts (Iates): Também fizeram sua primeira aparição em Sonic Riders: Zero Gravity. Apesar do nome, este tipo de Extreme Gear pouco (ou nada) tem a ver com as grandiosas embarcações de mesmo nome. Em Sonic Riders, as Yachts são Extreme Gears que lembram pranchas de windsurf e que, assim como as Air Rides, têm a capacidade de voar momentaneamente. Outra característica das Yatchs, é com elas á possível aproveitar o vácuo dos outros jogadores (ao alinhar-se atrás do adversário, ocorre a diminuição do arrasto aerodinâmico e a velocidade da Extreme Gear aumenta). Mais uma vez o Dr. Eggman e os robôs SCR são os únicos que não podem usar este tipo de Extreme Gear.

Wheels (Rodas): Mais um tipo de Extreme Gear que surgiu em Sonic Riders: Zero Gravity, as Wheels são monociclos grandes o suficiente para que o piloto fique sentado dentro da própria Extreme Gear. As Wheels são as únicas Extreme Gear que têm a capacidade de deslizar nas curvas em Sonic Riders: Zero Gravity (diferentemente do primeiro Sonic Riders, onde todas os tipos de Extreme Gears possuíam essa capacidade). Nem todos os personagens podem utilizar este tipo de Extreme Gear.

Fabricantes de Extreme Gears

Para existirem Extreme Gears, alguém tem de fabricá-las, não é?

A grande maioria dos modelos de Extreme Gears disponíveis nos jogos da série Sonic Riders possuem informações sobre seus fabricantes, abaixo vocês podem ver mais detalhes sobre os fabricantes de Extreme Gears.

Babylon Standard: Os Babylon Rogues não apenas um grupo de trapaceiros, eles também possuem sua própria fábrica de Extreme Gears. O único porém é que as únicas Extreme Gears produzidas pela Babylon Standard são as Extreme Gears dos próprios Babylon Rogues. Em Sonic Riders: Zero Gravity a Babylon Standard estranhamente não é mencionada, tudo o que consta nas fichas das Extreme Gears Type-J, Type-S e Type-W é a frase “redesenhada por Wave”.

Robotnik Corp: A corporação do Dr. Eggman produz diversos modelos de Extreme Gears. No primeiro Sonic Riders é a fabricante responsável pelas Extreme Gears do Sonic, Tails Knuckles (ou pelo menos é a fornecedora das “Extreme Gears base” que o Tails modificou para adequar-se as caracrísticas de seus amigos).

Accevive Corp: É praticamente uma continuação da Robotnik Corp, pois em Sonic Riders: Zero Gravity, esta fabricante é responsável por praticamente todas as Extreme Gears desenvolvidas pela Robotnik Corp no primero Sonic Riders.

Accelovice: Aparecendo pela primeira vez em Sonic Free Riders, foi a responsável pelo desenvolvimento das Extreme Gears dos avatares do Xbox, além de trazer atualizações de antigos modelos de Extreme Gears da Accevive Corp e Robotnik Corp.

Segredos, curiosidades e afins

Sonic Riders não é uma das “séries” sônicas mais famosas entre os fãs, o que não significa que ela não tenha seus mistérios ocultos, suas peculiaridades e segredos flutuam além de Babylon Garden.

Nesta seção do nosso especial de Sonic Riders, abordaremos alguns dos principais segredos por trás dos três jogos da série.

Fatos bobos sobre Sonic Riders

Sabe aquelas informações bobas do colégio que nunca caem na prova? Coisas como o cavalo branco de Dom Pedro I ser na verdade um pequeno jumento, e que o proclamador da independência estava com dor de barriga no dia? Prepare-se porque aqui vamos ter muito disso, com diversas curiosidades bobas que estão espalhadas pelos três games desta série radical. Sente-se e preste bastante a atenção, pois apostamos que você não sabe de metade dessas curiosidades!

Sonic Riders

Foi o primeiro jogo do Sonic desde Sonic CD a ter uma abertura no estilo anime.

É o segundo jogo onde Eggman organiza um campeonato de corridas. O primeiro foi Sonic R, com o “World Grand Prix”.

É o segundo jogo no qual Eggman aparece apontando uma arma para alguém, o primeiro foi Sonic Adventure 2.

É o único jogo da série onde as manobras receberam nomes.

Este é o único jogo da série que não possui um robô como chefe final.

É o único jogo da série onde as Chaos Emeralds estiveram envolvidas no enredo.

Foi o último jogo do Sonic para GameCube e Xbox. Foi também o último jogo do Sonic a ser lançado para PlayStation 2 no Japão.

Foi o primeiro jogo após Sonic Adventure a não contar com músicas da banda Crush 40 (com exceção de Sonic Shuffle, que não contava com uma trilha sonora inteiramente própria).

Quando o jogo estava em fase de desenvolvimento, a revista americana “Nintendo Power” afirmou que Mario apareceria como um personagem jogável exclusivo da versão para Nintendo Game Cube, todavia isso não aconteceu.

Pela primeiro vez Sonic, Tails e Knuckles tiveram um tema musical apenas instrumental, a “High Flying Groove”.

Outras dicas: https://cosplace.com.br/sonic-the-hedgehog/

Shadow e Eggman são os únicos personagens que não possuem Extreme Gears exclusivas para si próprios, uma vez que Darkness e E-Rider podem ser utilizadas por quaisquer personagens do jogo.

Há uma inconsistência de dublagem no jogo em inglês: A voz de Eggman nas cutscenes foi gravada por Mike Pollock, enquanto as marcas vocais que ouvimos durante as partidas são, na verdade, clipes reaproveitados de Deem Bristow.

  • Nas cenas em CG, Tails e Knuckles aparecem sem seus respectivos óculos.
  • Em sua artwork oficial do jogo, Rouge aparece com pálpebras azuis, toda via no mapa de corrida e em seu ícone, Rouge aparece com pálpebras rosa.
  • O design do circuito Metal City parece ter sido inspirado na Mute City, da série F-Zero.
  • Há um momento no vídeo de abertura do jogo, onde os Babylon Rogues e Team Sonic passam por uma parede com pinturas de graffiti. Aparentemente não há nada de mais, mas acontece que, se olharmos bem de perto, podemos observar que a pintura foi retirada da arte de capa do álbum “Significant Other”, da banda Limp Bizkit.
  • O manual de instruções de Sonic Riders conta com um anúncio de Sonic the Hedgehog (2006), o único porém é que ele indica que o jogo seria lançado para Xbox 360 e PC, quando na verdade o jogo acabou sendo lançado para Xbox 360 e Playstation 3.
  • O manual de instruções japonês de Sonic Riders, aponta a existência de uma rivalidade entre Wave e Rouge. Todavia, isto não fica claro durante o jogo.
  • O jogo foi o tema das revistas “Sonic the Hedgehog” #163 e #164, produzidas pela editora Archie Comics.
  • Há uma cutscene na qual Wave está repreendendo Jet sobre suas responsabilidades como líder, falando bastante rápido, chegando ao ponto cômico onde seu discurso é acelerado a ponto de ficar incompreensível. Acontece que, quando a esta cena é reproduzida lentamente, podemos observar que foi feita a utilização da dublagem japonesa da Wave, mesmo na versão inglesa do jogo.
  • Sonic Riders conta com 54 Extreme Gears jogáveis, mas também conta com uma não-jogável. Trata-se da Rengoku, que aparece em um anuncio durante a cutscene de abertura do modo história.

Sonic Riders: Zero Gravity

  • A versão para Wii apresenta três opções de jogabilidade diferentes: dois utilizando o Wii Remote e um utilizando o controle do Game Cube. Por alguma razão, não há opção de jogabilidade utilizando o Classic Controller do Wii.
  • A versão para PlayStation 2 conta com um tutorial de jogo extentido, não visto na versão para Nintendo Wii, todavia esta versão do jogo é mais sucetiva a sofrer com desacelerações repentinas. Além disto, no PlayStation 2 não é possível selecionar dublagem/menus no idioma inglês, o que faz sentido pois no Japão, Sonic Riders: Zero Gravity foi lançado apenas para o Wii.
  • É o único jogo do PlayStation 2 a contar com Blaze e Silver como personagens jogáveis.
  • Foi o único jogo da série Riders a não ser lançado para uma plataforma da Microsoft. O mais curioso é que inicialmente foi prevista uma versão de Sonic Riders: Zero Gravity para o Xbox 360, mas acabou sendo cancelada.
  • Foi o último jogo a reaproveitar marcas vocais de Deem Bristow para o Dr. Eggman.
  • É o único jogo da série a contar com todos os seis tipos de Extreme Gears (Board, Skate, Bike, Air Ride, Yacht, Wheel).
  • Também é único jogo da série onde o enredo não gira entorno de um campeonato de corridas.
  • O SCR-HD é o único personagem jogável a não ser desbloqueado através do modo história.
  • Os “Arc of the Cosmos” utilizados pelos personagens possuem diferentes cores: O do Sonic é azul; Wave, Rouge, Silver e Tails usam o de cor vermelha; Amy e Storm usam o de cor rosa; Jet, Shadow e Knuckles usam o de cor verde; Cream, Blaze e NiGHTS usam o de cor amarela.
  • Qualquer Extreme Gear utilizada por Storm é quase duas vezes maior que o normal. Tal fato fica mais perceptível no modo Tag.
  • Durante as cutscenes Amy aparece vestindo seu vestido comum, porém nas corridas ela aparece usando a roupa que usara no primeiro Sonic Riders.
  • Mesmo fazendo parte da equipe “Heroes”, Amy é jogável durante a parte Babylon do modo história.

Sonic Free Riders

  • É o único jogo da série a ser lançado exclusivamente para um único console, o Xbox 360.
  • Foi o primeiro e único jogo do Sonic para Xbox 360 jogável com o Kinect.
  • É o único jogo da série no qual os personagens iniciam as corridas já montados em suas Extreme Gears. Anteriormente os personagens corriam à pé até a faixa de partida, para somente após cruzá-la, montarem em seus respectivos veículos.
  • É o primeiro jogo da série no qual Mike Pollock foi o único dublador inglês do Dr. Eggman.
  • É o primeiro jogo da série a não contar com outros personagens da SEGA que não sejam da série Sonic. Também é o primeiro jogo da série a não contar com uma pista temática da SEGA.
  • É o único jogo da série a não contar com Extreme Gears do tipo Skate. Esta ausência provavelmente está ligada a dificuldades do Kinect em captar a movimentação necessária para simular a ação dos Skates).
  • É o primeiro jogo desde Sonic Heroes a ter o Metal Sonic como vilão.
  • É o único jogo da série onde o chefe final torna-se um personagem jogável.
  • Durante as corridas os personagens podem fazer uso de um item chamado “Soda Rocket”, que consiste em uma espécie de lata de refrigerante, que ao ser agitada, proporciona uma aceleração extra ao personagem. Acontece que, olhando atentamente a lata, podemos notar uma imagem do Eggman junto aos dizeres “Power Up”. Outra curiosidade é que, a imagem do Eggman que vemos, é uma artwork do personagem retirada do jogo Mario & Sonic at the Olympic Games.
  • Team Babylon e Team Rose são as únicas equipes a se enfrentarem no mesmo local – Metropolis Speedway – em qualquer nível do modo história (normal ou expert).
  • No final do modo história, após o Sonic derrotar o Metal Sonic, Wave menciona que a falta de tesouros e dinheiro irá arruinar a sua reputação (e de Jet e Storm) como Rogues, porém na legenda aparece escrito “Rouges” ao invés de “Rogues”.
  • Durante os créditos do jogo, você poderá ver seu nome de usuário, na seção de agradecimentos.
  • Em algum momento durante o desenvolvimento do jogo, Eggman e Vector possivelmente não seriam limitados a utilização de Bikes, uma vez que foram descobertas marcas vocais de ambos personagens gritando “Switch!”, expressão utilizada por outros personagens para mudar suas posturas de “Goofy” para “Regular” quando estão utilizando Boards, uma vez que não é possivel realizar tal mudança quando se está utilizando uma Bike.
  • Em Sonic Free Riders é possível ouvir aos diálogos dos personagens controlados pela máquina, algo que não era possível em jogos anteriores.
  • Sonic Free Riders possui um Xbox 360 e Kinect personalizados.

Apesar das críticas negativas por parte dos fãs e da crítica especializada, em 2011 a divisão japonesa da Microsoft nomeou Sonic Free Riders como “O melhor jogo japonês para o Kinect”.

Esboços do vídeo introdutório de Sonic Riders

Diferentemente do jogo em si, o vídeo de abertura de Sonic Riders ficou muito popular entre os fãs do ouriço. Muitos creditam esta popularidade ao fato de que, pela primeira e única vez, a SEGA utilizou gráficos GCI para produzir um vídeo introdutório com traços ao estilo “anime”.

Outras informações: Select Stage Sonic: The Doomsday Zone

Enfim, em meados de Dezembro de 2012, um grupo de fãs russo autointitulados “Sonic Characters” acabou tendo acesso – sabe-se lá como – à esboços e fotos da produção da cultuada introdução de Sonic Riders, onde podemos ver um pouco do duro trabalho que a equipe de animação teve para a produção do vídeo.

Texto originalmente foi criado e postado no soniclub que infelizmente não existe mais. Todos os direitos reservados. Sonic e elementos relacionados são propriedades da Sega.

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *