➡️{Review Completo} Saiba Tudo Sobre O Universo Cosplay! ❤️

Seja bem vindo ao universo cosplay! Um mundo mágico e encantador, onde você pode ser quem quiser e como quiser.

Independente de idade, gênero ou qualquer outra coisa – aqui você é livre para se aventurar até onde sua imaginação te levar!

Cosplayer é como se chama as pessoas que se vestem de personagens de anime com uma caracterização completa e realista. Embora, também possam ser inspirados em outros personagens – os cosplays adentraram todo o universo geek, abrangendo desde quadrinhos e séries, até jogos e filmes. 

De primeiro momento, para alguns pode até ser visto como uma atividade um tanto quanto exótica, entretanto, basta se aprofundar um pouco mais sobre o tema, para entender melhor o assunto e ver como é único, divertido e criativo o modo com que os cosplayers aproveitam seus momentos de lazer. Quem faz cosplay, é apaixonado por isso e leva como estilo de vida – se caracterizar como seus personagens favoritos, faz parte de sua rotina de diversão. Inclusive para alguns, acredite se quiser, já é um meio de sobrevivência. Isso mesmo, ser cosplayer já é reconhecido como uma profissão no Brasil e em vários outros países. Quer saber como? Logo vou te contar isso e muito mais!

Me acompanhe agora nesse artigo e fique por dentro de tudo sobre essa cultura, incluindo o que é preciso para ser um cosplay, como surgiu o primeiro cosplay, dicas para fazer seu próprio cosplay e muuuuuito mais!

Como foi criado o cosplay? Qual a importância do cosplay?

Antes de mais nada, vamos falar um pouco sobre a história do cosplay e como se popularizou no mundo.

Contrariando o que alguns pensam (quase todos, eu diria), essa atividade não tem raiz oriental e sim norte-americana, mais precisamente, em Nova Iorque. 

Originou-se no ano de 1939, quando um casal de amigos apareceram fantasiados com trajes espaciais na primeira Worldcon, uma famosa convenção de ficção científica.

O sucesso destes trajes foi tanto, que criou uma cultura no evento e nos anos consequentes, fantasias de personagens se tornaram praticamente obrigatórias nesses tipos de encontros.

Logo, surgiram os primeiros concursos no segmento, mesmo que ainda longe dos que conhecemos hoje –  as vestes eram bem mais simples e menos elaboradas do que as atuais – a essência já era a mesma.

A essa altura você já deve estar se perguntando ” mas qual a ligação dos cosplays e o Japão?”, certo? Vou te contar!

Passados alguns anos, em 1984, Nobuyuki Takahashi visitou o evento e ficou deslumbrado com o que viu. Todas aquelas pessoas fantasiadas e interpretando seus personagens favoritos parecia surreal, um universo paralelo que ele precisava explorar! Desse dia em diante, Nobuyuki teve como meta difundir a prática no Japão e começou a chamá-la de cosplay. Esse termo vem do inglês, resultante da junção de duas palavras: costume (fantasia) e roleplay (brincadeira ou interpretação).

Outras informações: Cosplay – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

Em pouco tempo se tornou febre em todo o país e trouxe consigo a milionária indústria cosplay, com lojas, empresas e profissionais especializados nesse ramo. 

Como surgiu a cultura cosplay no Brasil?

Nos anos 90, os animes e mangás foram espalhados pelo mundo e chegaram ao Brasil. Já nas primeiras convenções foram vistos os primeiros cosplayers em nosso país. O primeiro relato foi em 1997, na segunda edição de um evento organizado pela associação Abrademi – o MangaCon, onde em média 30 participantes foram caracterizados como personagens. Já nos anos seguintes, devido a grande repercussão, foram surgindo os primeiros concursos nacionais e eventos para esse público.

cosplay no brasil
Cosplay universe

Hoje, fazer cosplay tornou-se tão popular, que a cada dia, agrega mais fãs e adeptos a essa arte, que demonstram seu amor pela cultura pop. Um movimento que claramente vem ganhando bastante notoriedade, visto o crescimento das atividades relacionadas e de eventos que promovem competições para as melhores caracterizações e também encenações.

Quero ser cosplay: confira um guia para iniciantes! O que é fazer cosplay?

Na prática, cosplay é uma arte que consiste em se “fantasiar” de personagens, sendo extremamente fiel ao original. Essa arte requer um longo processo criativo, com um estudo a fundo sobre as emoções e os gestos dos personagens.

Conheça essa incrível história: Ken Parker – Uma das mais fascinantes HQ´s de Faroeste

A materialização da figura escolhida, vai além da caracterização com figurino, peruca, maquiagem… Mais do que usar a fantasia, jovens e adultos se aventuram em um processo criativo, onde os praticantes entram no clima e também os interpretam, com todos os seus trejeitos.

Já imaginou como seria incrível dar vida aos seus ídolos da ficção?

Saiba que isso é fazer cosplay! 

Como se tornar um cosplay?

Para se tornar um cosplayer você precisa escolher um personagem que você se identifica e interpretá-lo usando as roupas e acessórios usados. Fazer um personagem o qual você sente um grande sentimento de admiração, vai fazer com que o resultado final seja ainda mais gratificante. Por isso, se você sonha em ser cosplayer, invista no que você ama e tenha uma carreira de sucesso!

Como saber qual cosplay combina comigo?

Lembra que lá no começo do artigo falamos que esse é um universo livre? Pois bem, você pode ser o que quiser! Mas é claro, que para facilitar a vida dos iniciantes da área, existem algumas dicas para essa tomada de decisão, como por exemplo, escolher alguma que você se identifique e se veja o interpretando, pois além da aparência, é importante você tentar agregar o “play”, ou seja, a parte de atuação. 

Outro ponto que deve ser analisado nesse momento é a complexidade da caracterização, se optar por personagens cujo se assemelham a você de alguma forma, com certeza essa fase será mais simples.

Que contribuições o cosplay pode trazer para a vida das pessoas?

Ser cosplayer é como viver em um mundo sem barreiras, um refúgio da sociedade, um universo à parte do conhecido pela maioria das pessoas, onde você se sente livre e confortável, para ser tudo que quiser.

Já parou pra pensar sobre qual a importância do cosplay na vida dos cosplayers?

Esse impacto visto na vida dos cosplayers é bastante positivo, principalmente para os jovens, que encontram nessa atividade uma opção de lazer seguro. Para muitos pode até ser visto como um meio de ajudar a lidar com múltiplos problemas comuns na adolescência, inclusive os de autoestima e socialização. Uma forma criativa e lúdica de lidar com esses problemas,

Os eventos são bem planejados, em um ambiente interativo e frequentado por pessoas com as mesmas preferências – propício para novas amizades. Além dessa questão social, podemos citar também a realização de poder ser seu personagem favorito e vivenciar um pouco de sua vida. Uma experiência mágica e satisfatória!

Porque as pessoas fazem cosplay – Quem nunca sonhou em ser um rei, um guerreiro, ou qualquer outro personagem de ficção científica?

Um cosplayer pode ser tudo isso! 

Tem quem curta também a facilidade de fazer amigos. O cosplay te dá uma confiança que é muito difícil de ter – para os mais tímidos, é uma forma bastante eficaz de desenvolver a comunicação. Muitos relatam que após começarem a fazer cosplay, se tornaram muito mais extrovertidos e com a vida social mais ativa. Um dos fatos que influenciam nessa questão é que as pessoas vêm com frequência falar com você para tirar uma foto ou algo assim, o que faz você perder a timidez com o passar do tempo.

Em resumo, se você perguntar qual a finalidade do cosplay, podemos dizer que é quebrar as barreiras entre a realidade e a ficção e torná-la real, através dessa nova arte contemporânea.

6 Dicas para fazer seu primeiro Cosplay!

1. Escolha seu personagem 

Esse é o primeiro passo para fazer um cosplay, se atente às características e lembre-se que a interpretação é mais fácil quando você se identifica com o personagem. Entretanto, não se prenda a isso. É possível até mesmo fazer algumas mudanças e dar seu toque ao personagem, como a alteração do gênero, por exemplo. Também não faça essa escolha baseada em algo apenas por estar na moda, ou porque é mais fácil, faça algo que realmente te agrade. Siga seu instinto!

2. Pesquise a fundo sobre o personagem 

Após fazer essa escolha, pesquise um pouco mais sobre quem você irá interpretar. Para o estudo do personagem, a internet será sua melhor amiga! Assista e leia todo o conteúdo que encontrar. Quanto mais informações conseguir reunir, melhor será o entendimento do personagem e ao entender como ele pensa, será mais dinâmico na hora de interpretar. Preste atenção aos detalhes e fique atento ao tempo da história – algumas acontecem por muitos anos e nesses casos você pode optar pela época em que dará vida a seu cosplay. 

3. Experimente tudo com antecedência

Experimente todos os acessórios e inclusive a maquiagem, pois essa pode ser uma das partes mais difíceis e demoradas na caracterização e algumas vezes acabam pedindo ainda um pouco mais de dedicação. Ainda mais em casos onde é necessário fazer texturas ou necessitem de materiais especiais, para o resultado final. Portanto, nada de deixar para última hora! 

4. Faça um orçamento detalhado

Tudo bem se você não tem um orçamento alto para isso, com o seu primeiro cosplay caro e requintado o que não é uma realidade para todos. Mas saiba que enquanto alguns gastam bastante dinheiro com isso, outros fazem cosplay de primeira linha gastando pouco, que não perdem nada para os mais caros.

Leia também cosplay do dia: Rachel Goulart (Yumi/ Puffy AmiYumi)

Determine um limite para seus gastos e depois, basta montar seu personagem baseado nisso, desse modo, não terá surpresas posteriores. Uma dica para economizar, é você mesmo comprar os tecidos e levar a uma boa costureira para criar a peça ou se tiver habilidades com costura, faça você mesmo. Geralmente, sai mais barato do que comprar uma roupa já pronta. Quanto aos acessórios, pesquisa de mercado é tudo, você pode encontrar o mesmo produto, por diversos valores, então não tenha preguiça nessa hora.

5. Não se esqueça do conforto

Eventos de cosplay costumam durar por horas, normalmente o dia todo e você não quer estar desconfortável durante esse tempo todo, não é mesmo? A roupa deve ser bonita e fiel ao personagem, mas ser agradável também é importante. Existem personagens que realmente não há como mudar esse cenário, no entanto, faça de tudo para ser o mais confortável possível. Em casos onde o traje deve ser confeccionado com materiais grosseiros ou pesados, faça modificações e customize para que fique com a mesma aparência, porém traga conforto. Já as roupas quentes costumam ser difíceis de substituir, se ligue a esse fato também na hora da escolha!

6. Transporte tudo com cuidado

Missão cumprida, cosplay pronto, personagem estudado, agora é só partir pro evento e se divertir a beça, certo? Mas para que isso ocorra como o planejado, transporte tudo com muito cuidado e atenção. Utilize plástico bolha, cabides e malas, ou qualquer outro material para protegê-lo e prepare tudo com antecedência, para não ocorrer nenhum imprevisto.

Como fazer um cosplay? Aprenda agora!

Fazer cosplay não se trata de vestir uma simples fantasia, mas sim de uma caracterização completa, em uma verdadeira superprodução de personagens de mangás, videogames, histórias em quadrinhos ou séries. Uma baita responsa, não? Mas olha, não se desespere e nem desanime, achando que isso irá demandar rios de dinheiro… com tempo, dedicação e amor, você mesmo pode fazer o seu e arrasar no próximo evento. 

Quer saber como fazer uma fantasia de cosplay simples? Continue comigo!

Para isso, você pode começar com personagens que usam roupas mais comuns no dia a dia, como calças jeans e camisetas básicas e fazer as alterações necessárias, depois disso é só se preocupar com a maquiagem e a peruca. Itens que, devido ao crescimento do mercado no Brasil, você pode entrar em alguns sites com baixo custo. 

Quanto custa para fazer um cosplay?

A resposta para essa questão é muito relativa, pois não há como estipular um valor específico, tudo irá depender do tipo de cosplay que você vai fazer, algumas fantasias são mais luxuosas, outras mais básicas e fáceis de reproduzir. Se você mesmo for comprar o material e mandar confeccionar ou solicitar um cosplay feito por encomenda, irá influenciar bastante no valor. O prazo para a confecção, a qualidade do tecido, entre outros fatores também. 

É possível encontrar valores desde R$100,00 até mais de R$5000,00. Para você ter uma noção dos valores, vou te dar dois exemplos: um cosplay barato é o Luffy de One Piece, e de um cosplay caro é o Homem de Ferro

Uma boa leitura: Homem de Ferro quais são os maiores inimigos

Como fazer uma peruca de cosplay?

Roupa ok, maquiagem ok, peruca… ops, ainda não? Calma que a gente te ensina a fazer uma digna de se orgulhar! Se a grana estiver curta nem procure saber quanto custa para fazer uma peruca de cabelo natural, nesse caso estamos falando de mais de R$600,00. Mas sabia que você mesmo pode fazer sua peruca gastando muito menos do que imagina? Agora vamos te ensinar como confeccionar uma peruca em casa com materiais fáceis de encontrar e baratinhos.

Faça as marcações

Com uma fita métrica posicionada acima das orelhas, meça a circunferência da cabeça partindo da nuca onde nascem os fios, chegando até a testa. 

Meça a parte de cima da cabeça. Coloque uma das extremidades da fita métrica no meio da testa, dê a volta com a fita ao redor do crânio, até a nuca.

Meça também de uma orelha à outra, para isso, posicione a fita no ponto mais alto da orelha e passe a fita nessa altura, por trás da cabeça até chegar do outro lado.

Prepare a base

Transfira as medidas para um manequim de perucas e faça um esboço com base nas medidas que tirou. Use a mesma fita para medir todas as distâncias de sua cabeça: a circunferência, a coroa da cabeça e a distância entre as orelhas.

Delicadamente pregue fitas de algodão para marcar o seu esboço e fixe-as com pequenas tachinhas.

Separe algumas tiras de renda de algodão medindo no mínimo o comprimento da coroa de sua cabeça e quanto a largura, quanto mais largas, melhores. Umedeça-as com um borrifador e posicione sobre o molde, fixe com um alfinete e em seguida, costure-as às fitas.

Retire as tachas das fitas e com muito cuidado, retire-a do manequim. Experimente e veja se ela se encaixa corretamente. Se estiver tudo certo, corte o excesso de renda que sobrou além da fita. 

Hora da costura

Escolha o cabelo para sua peruca – pode ser natural ou sintético, ambas as opções possuem vantagens e desvantagens. Cabelos naturais são mais realistas, oferecem maior durabilidade e são mais maleáveis, podendo ser modelados e tingidos. Por outro lado, os sintéticos são mais leves, não precisam ser penteados após as lavagens e não desbotam tão rapidamente.

Passe mecha por mecha em um pente para desembaraçar, esticar e misturar o cabelo. Puxe e amarre-os em mechas usando um elástico de cabelo.

Use um pente para perucas e coloque a mecha sobre uma esteira e outra esteira por cima, de modo que os dentes pontiagudos de ambas as esteiras se encontrem.

Escolha a agulha especial para a colocação – o tamanho certo vai depender do número de mechas que quiser colocar em um único nó. Se optar por mais mechas, escolha uma agulha maior e vice-versa.

Nesse momento é importante observar a espessura dos buracos da renda, caso sejam muito pequenos, será necessário colocar menos mechas por vez, portanto escolha uma agulha menor. Já para rendas com aberturas maiores, fique a vontade para definir, é o número de mechas que irá determinar o volume da peruca.

Review Mundo Cosplay

Começando pela nuca, com a agulha de peruca, passe os fios fazendo uma volta e dê um nó simples ou duplo em cada mecha. Dobre a extremidade de uma mecha fina para formar uma volta, enganche esta volta com a agulha e empurre-a pelo buraco da base de renda. Os fios das laterais as partes inferiores devem ser amarrados com nós duplos. Enquanto os da parte superior da peruca, ou da coroa, devem ser amarrados com nós individuais, o que evita que o fio pareça muito grosso.

Para um efeito mais natural, separe mentalmente a parte superior da peruca em seis partes e prenda as mechas em diferentes posições. Isso fará com que quando pronta, tenha mais movimento. 

Finalização e retoque final

Vire a peruca no avesso e costure o cabelo na borda interna das fitas para evitar que eles sejam visíveis. Com uma agulha comum, costure pequenas molas de aço nas extremidades (pescoço e testa da peruca), com muito cuidado para que não fique visível – esse é um interessante truque para ficar mais natural e levantar os fios. 

Por último, divida o cabelo, modele, penteie e faça o corte desejado, ou leve a um cabeleireiro para executar essa etapa. Pronto, missão cumprida e sua peruca para cosplay está pronta!

Onde posso comprar um cosplay?

Ainda temos carência de lojas físicas nesse segmento, se você me perguntar onde comprar perucas para cosplay no Brasil, ou qualquer outro acessório, a primeira resposta que virá à cabeça será: na internet! Você pode optar por comprar as partes separadas ou entrar em contato com cosmakers que se especializam em confeccionar esses trajes e comprar a roupa já completa.

A venda de cosplay usados também é uma opção e pode valer muito a pena. Para esse tipo de comércio não existe um local para compra específico, embora os marketplaces e sites de venda citados abaixo são ótimas opções. 

Quais os melhores sites para comprar cosplay?

Existem sites especializados na internet, como o Niponcosplay, Milianoo, Cosplay Show, entre outros. E em sites de venda e marketplaces como: Mercado Livre, Ebay, Aliexpress e também em grupos específicos no Facebook. 

Glossário Cosplay: conheça alguns termos usados por eles!

O que é Cospobre?

O “Cospobre” é tentar representar um personagem sem utilizar materiais bem confeccionados para isto, muitos definem cospobre como uma gambiarra de um cosplay. Geralmente objetos do dia a dia são utilizados como parte da fantasia sem a intenção de fazer o trabalho mais fiel ao personagem.

O que é um Cosmaker?

Cosmaker é geralmente quem tem o cosplay como uma forma de trabalho, confeccionam cosplay sob medida. Super produções completas, com roupas, lentes, apetrechos, sapatos, perucas e acessórios, sem dúvida algumas, composições de altíssima qualidade.

O que é Toscosplay?

Semana corrida e não conseguiu finalizar seu cosplay? Sem problemas, você não está sozinho! Existem pessoas que por algum motivo específico não conseguem terminar suas fantasias e com muito humor e descontração, criaram essa categoria, o toscosplay,

O que é um Otaku?

Otaku é um termo que surgiu no Japão e é usado para se referir aos fãs de animes e mangás. Mas cuidado ao utilizar esse termo, pois em seu país de origem, o termo é utilizado de forma pejorativa para se referir a um fã de qualquer coisa em excesso.

O que é Genderbend?

Ao pé da letra, a expressão pode ser traduzida como a troca de gênero do personagem e quer dizer exatamente isso. É quando um cosplayer altera um personagem do feminino para o masculino, ou vice e versa. 

O que é Crossplay?

Formado pela junção de duas palavras: crossdress e cosplay, o que daria uma tradução grande e confusa, refere-se ao ato de se vestir com roupas ou usar objetos associados a outro gênero com cosplay. 

Essa expressão é usada quando você faz um personagem de um gênero oposto, sem adaptá-lo para o seu. Ou seja, o crossplay consiste em retratar um personagem do jeito que ele é, mesmo que não represente seu gênero.  

Cosplay: de Hobby, a profissão

Já há alguns anos no Brasil é possível ganhar a vida sendo cosplayer, e vem sendo observado um crescimento na procura dessa área de atuação. O cosplay é levado como estilo de vida e dado a isso, não é de estranhar que procurem atuar o tempo todo e fazer desse hobby uma profissão. 

E para saber quanto ganha um cosplay no Brasil, conversamos com Mauro Sampaio, um jovem que sempre foi apaixonado por cosplay e de 2017 pra cá, decidiu levar a carreira adiante. “Nos eventos sempre me procuravam perguntando se eu participava de eventos e eu como era muito tímido, jamais imaginava seguir essa profissão. Até que um dia, conversando com um amigo, decidi fazer o teste e ver como seria. O resultado foi muito legal – eu faço muitas amizades, me divirto e ainda venho embora com meu cache.”

Nessa conversa, Mauro nos disse que as agências de cosplayers pagam em média R$150 a R$300 por evento. Mas que também é possível seguir a carreira por conta própria. O que pode demandar um pouco mais de tempo e dedicação para se destacar, mas em contrapartida pode gerar lucros maiores para o profissional. 

21 idéias de cosplay fáceis e baratos de fazer!

Já sabe como fazer um cosplay, mas ainda está sem ideias? Nós vamos te inspirar! Confira uma lista de cosplay feminino e cosplay masculino, fáceis e econômicos de fazer!

Luffy – One Piece 

Android 17 – Dragon Ball

Android 18 – Dragon Ball

Jill Valentine – Resident Evil

Alice – Resident Evil

Chihiro e Sem rosto – A Viagem de Chihiro

Enfermeira – Silent Hill

Aang – Avatar

Rey – Star Wars

Demolidor – Demolidor

Rin Okumura – Blue Exorcist 

Tifa – Final Fantasy

L – Death Note

Castiel – Supernatural

Rock – Black Lagoon

Rukia – Bleach

Yamato – Noragami

Arlequina – Esquadrão Suicida

Rin Tohsaka – Fate/Stay

Yusuke Urameshi – Yu Yu Hakusho

Agora que você já viu tudo sobre cosplay, que tal dar vida a seu personagem favorito? Ou se já é um cosplayer, conta pra gente como foi a sua primeira experiência, garanto que irá motivar muitos leitores!

Gostou do artigo? Ficou com alguma dúvida? Fique a vontade para esclarecer tudo pelos comentários! Até a próxima!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. AceitarMais informações