COSPLAY DO DIA

Cosplay do dia: Patrícia Alves (Chibitalia)

Patrícia escolheu como frase do dia: “Eu gosto de você como está agora.” – Chibitalia.

Cosplay do dia: Patrícia Alves (Chibitalia Cosplay)

Patrícia Alves, também conhecida como Candy ou Paty, tem 20 anos, é de São Paulo, Capital, seu cosplay é um Crossplay do personagem Chibitalia do anime Hetalia Axis Powers.

Patrícia Alves
Chibitalia cosplay

Qual sua relação com o cosplay e a obra a que ele pertence?

O Chibitalia foi o primeiro personagem do qual eu fiz cosplay e tive contato com o anime em um momento muito importante da minha vida. O anime é sobre história e comédia e eu o conheci no primeiro ano do ensino médio através de uma colega da sala (que atualmente é uma de minhas melhores amigas).

Desde a primeira aparição dele eu me identifiquei com o personagem, desde a nacionalidade (ele é italiano e eu sou descendente), tipo físico (pequeno e aparentemente gordinho, típico de personagens chibis), até boa parte dos medos e da personalidade meiga dele. No anime, ele perde o avô muito cedo e após isso a maioria dos outros personagens começam a maltratá-lo, incluindo o país que acaba o capturando, e isso me lembrou parte da minha infância, principalmente a parte dos maus tratos vindos do tutor (no caso meu pai).

Como surgiu a ideia de realizar o cosplay deste personagem?

Bom, as roupas que ele usa são bem simples, na época nem eu nem minha mãe nunca havíamos costurado cosplay na vida e não teríamos como pagar alguém para costurar por nós, então acabamos juntando o útil ao agradável. Uma coisa que ajudou na hora de escolher fazer o cosplay de Chibitalia foi toda a empolgação de ser um personagem que eu tinha acabado de conhecer e já me identificado logo de cara.

Cosplay de Chibitalia | Patrícia Alves | Débora Ottoni

Como foi a elaboração do cosplay? Minha mae costura

A primeira versão do personagem que eu fiz foi a roupa de empregada, mas foi costurado à mão e usamos tecidos que não colaboravam, então não ficou muito bom. Depois eu comprei um tecido branco mais adequado, usei como molde para a roupa alguns casacos de animes que tenho e pedi para minha mãe costurar e foi assim que conseguimos fazer essa segunda versão, que é a roupa que ele usa quando não está trabalhando.

Desde então eu e minha mãe continuamos tentando aprimorar o cosplay, chegamos a trocar a costura feita à mão por uma costura nova feita em máquina que ficou bem melhor, por exemplo. Não foi nada fácil, já que nenhuma de nós duas fez curso de corte e costura, mas é assim desde então. Eu escolho e compro o tecido, faço o molde, corto e minha mãe passa na máquina.

A quanto tempo este cosplay foi feito e a quanto tempo você o usa?

Eu não lembro a data exata, mas creio que no fim do ano esteja completando cinco anos desde que fiz (e vesti) esse cosplay pela primeira vez. É meu maior orgulho e o cosplay que uso com mais frequência em eventos.

Como é a interpretação deste cosplay?

Eu nunca participei de concurso cosplay com ele justamente porque não sou muito boa interpretando, mas em fotos é bem comum que eu acabe me encolhendo e cobrindo a cabeça, por exemplo. O Chibitalia é um personagem que é muito gentil, dócil, medroso e desastrado, então uma pose “fofinha” já resolve o problema quando não sei o que fazer. É bastante comum também eu ter que sair correndo pelo evento para fugir de outros personagens, apenas por brincadeira ou interpretação.

Cosplay de Chibitalia | Patrícia Alves | Débora Ottoni

Quais foram os principais eventos e situações passadas com este cosplay?

O caso mais divertido foi no meu primeiro Hetaday (um encontro de Hetalia que é realizado no mundo todo no mesmo dia), onde eu tive que sair correndo pelo Parque do Ibirapuera para fugir de um Rússia que queria me tornar “território” dele, mas acabei tropeçando na grama e saindo rolando pelo chão. Acho que não preciso dizer que fui capturada logo depois né?

Também já teve uma vez em que fui “capturada” por um Alemanha que não me deixava sair da sala onde estávamos. A maioria dos eventos que eu uso esse cosplay são eventos específicos do anime, como o Hetaday e os Hetanics (piqueniques/mini encontros de fãs de Hetalia), mas também já fui em vários Ressaca Friends, Anime Dreams e até em Anime Friends com esse cosplay. É o meu favorito de todos os que tenho.

Tem alguém que gostaria de agradecer?

Meus principais agradecimentos são para a minha mãe, que sempre me ajuda a costurar e montar meus cosplays. Também gostaria de agradecer a Clara e a Barbara, que são duas amigas minhas de quando eu estava no ensino médio e que são minhas principais companheiras quando o assunto é Hetalia, sem elas eu jamais teria criado coragem para fazer esse cosplay. E claro, agradecer a Débora Ottoni, que é quem tirou as minhas melhores fotos com esse cosplay e é uma fotógrafa maravilhosa.

Acompanhe o trabalho de Patrícia e seu cosplay de Chibitalia através de sua Página no Facebook.


Receba novidades no seu email:

Delivered by FeedBurner

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *