Games Filmes Animes

Jessica Nigri e o preconceito no mundo cosplay

Entenda o caso de Jessica Nigri e o grupo cosplay TLDR, vencedor do concurso do FestiGame 2015 no Chile, e o porquê todo tipo de cosplay deve ser respeitado.

Jessica nigri cosplay tutorial e o preconceito no mundo atual cosplay

Jessica Nigri, tem 26 anos, é uma famosa cosplayer norte-americana, nascida em Reno, Nevada (residindo atualmente em Phoeniz, Arizona) que iniciou no mundo cosplay em 2009 na Comic-con de San Diego em seu cosplay de “Sexy Pikachu”.

Hoje é uma cosplayer profissional e possui quase 3 milhões de curtidas em sua página oficial no Facebook. Jessica foi convidada a participar de uma grande feira de games no Chile, a FestiGame Fanta 2015, que ocorreu entre os dias 13 e 16 de Agosto e contou com 45.000 visitantes em seus 4 dias de evento.

Cosplay de Sexy Pikachu | Jessica Nigri

Preconceito no mundo cosplay

Após a realização do evento Jéssica postou em sua pagina oficial no facebook uma reclamação diante dos fatos ocorridos junto ao público do palco que acompanharam a competição de cosplays do evento. Em sua publicação afirma que da última vez que subiu ao palco em seu cosplay de Super Sônico a multidão gritava “tá com muita roupa”, em espanhol…

Cosplay de Super Sonico | Versão utilizada por Jessica Nigri na FestiGame 2015

Diante disso Jessica decidiu participar do evento no dia seguinte de “Blusão” e Jeans para julgar a competição de cosplay em grupo e a multidão continuou gritando, o que à deixou chateada, mas ela não deu muita importância. De acordo com ela haviam vário grupos de cosplays muito bons como um impressionante grupo de Borderlands, um grupo completo de Mad Moxxi, Captain Scarlett e Handsome Jack…

Depois disso, um grupo fantástico de garotos em gender-bends (gênero trocado em tradução livre) de League of Legends ganhou o 1º lugar, com seus trajes incríveis, mas a multidão ficou em silêncio. Jessica sentiu raiva porque quando as mulheres estavam no palco, eles assobiavam e gritavam, mas quando eles venceram a competição não receberam nenhum aplauso.

Self de Jessica Nigri e o grupo de garotos em gender-bend de League of Legends vencedores da competição no FestiGame Fanta 2015 | Foto tirada por Jorge Valenzuela

Por fim Jéssica afirmou – Fantasias cosplay

“Eu só quero que as pessoas saibam que apesar de eu ser “conhecida” no meio do jeito que eu faço cosplay, essa não é a única maneira de fazer cosplay. Eu não represento o mundo cosplay como um todo; eu represento uma parte dele. Cosplay é “Costume Play” (Brincar de fantasiar-se em tradução livre), o criativo, o inspirado, o incrível. Eu faço cosplay da maneira que eu faço por diversão e porque honestamente eu não sei se eu poderia lidar com 1/4 das coisas incríveis que as pessoas fazem. Eu enfatizo a ideia de passar um bom tempo e se sentir bem, além de ser você mesmo e ser gentil quando se faz cosplay. Dito isso, eu me sentia irritada com a multidão por sua falta de entusiasmo pelas fantasias desses meninos. Elas foram incrivelmente trabalhadas e todos eles fizeram um trabalho incrível ao retratar o personagem de mulher para homem.

Quero enfatizar, cosplay não é todo sobre peitos e bundas. É sobre diversão, magia criativa com seus amigos. É sobre passar semanas em algo para vestir por um dia. É sobre o sentimento bom sobre si mesmo em um traje para compartilhar com o mundo. Estes rapazes fizeram um trabalho incrível e eu só queria dizer o quanto apreciei suas fantasias.

Com tudo isso sendo dito … Eu vou tentar muito mais duramente do que eu tenho sido. Eu tenho deixado vocês para baixo com o meu estilo de cosplay (alguns peitos é ok, mas não todos os malditos trajes).
Eu amo vocês. Isso é tudo.

O grupo TLDR; meninos que ganharam um concurso, uma multidão com falta de entusiasmo, eu faço cosplay com peitos mas eu não sou a meta para cosplay. Faça cosplay como você quiser. Cosplay é sobre a habilidade e se divertindo. EU VOU MELHORAR A MIM MESMA.
EU NÃO SEI, EU SÓ TINHA SENTIMENTOS QUE TINHA QUE COMPARTILHAR”

Diante desde acontecimento, a Cosplace gostaria de deixar uma mensagem não somente para a Jessica, mas para todos os cosplayers e seus admiradores: Cosplay é uma representação de um artista completo, desde a pesquisa sobre o personagem, a montagem das roupas, a atuação, a maquiagem e a busca pelo aperfeiçoamento. Cosplay é divertir-se com um trabalho árduo e continuo.

Todos merecemos e queremos respeito por qualquer estilo que nosso cosplay possua, seja você um iniciante ou profissional, seja você com pouca ou com muita roupa, seja você que não tem “o corpo ideal’ para seu personagem, apenas continue sempre sendo você com seu próprio estilo, não se deixe abalar por críticas ácidas ou opiniões devastadoras, você, cosplayer, já é um vencedor por remar contra a maré e, para quem ama seus sonhos, o troféu é apenas mais um incentivo porque a essência você já possui: ser apaixonado pelo que faz.

A Equipe Cosplace deixa aqui não somente seu total apoio a Jessica como também seus votos de admiração e carinho. Deixamos registrada toda a nossa admiração aos cosplayers e a arte cosplay, não importa o quão vocês enfrentem essa situação nós continuaremos sempre ao seu lado e não somente acreditando em seus sonhos como também compartilhando deles.


Receba novidades no seu email:

Delivered by FeedBurner

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *