-->Aproveite e cadastre seu email abaixo para receber novas atualizações do site. Após colocar o seu email abaixo vai receber um email de confirmação de cadastro não esqueça de clicar.

Insira o seu endereço de email:

Delivered by FeedBurner

Hipersensualização das mulheres nos games é uma questão preocupante

Para quê são criadas as personagens femininas nos games? Leia tudo até o final e deixe a sua opinião.

Basicamente para formarem algum tipo de par romântico com o herói ou para figurarem como objeto sexual e atrair mais jogadores para as franquias, o que pode estar prejudicando a indústria dos jogos.

Por sensualidade nos jogos vai ser assim na vida real?

Existem dois pontos: características da feminilidade e significado de sensual.

Sim existe a beleza feminina ou a a mulher sensual, mas precisa ter cuidado ao expor isso em um jogo.

Lembre-se tudo pode ter uma consequência boa ou ruim vai depender de cada um.  E realmente tenho preocupação sobre erotização precoce, pois um jogo com sensualização precoce pode trazer consequências.

Haaaa, mas a culpa é dos pais que deixa jogar? Pode ser quem sim e pode ser que não, pois cada família é de uma forma.

E nesse ponto entra o que é sensualidade?

Acho que a hipersensualização acontece sim, e só vem aumentando. A Chun Li foi a primeira a aparecer num jogo de luta, com roupas femininas pequenas que não chamavam tanta atenção quanto as de hoje, mas agora tem várias meninas, com roupas cada vez menores. Meu medo é um dia ter jogos sobre sexo ou cenas de relação sexual.

Bom, na verdade em muitos jogos as mulheres se tornaram só um apelo à mais para as vendas “erotismo”, e as meninas que jogam são meio que ignoradas, até porque acho que a sexualidade da mulher é algo bem menos aceito e comentado, então vai ser difícil um personagem com trajes mínimos para as mulheres que jogam, na minha opinião. E essa também não seria a melhor forma de resolver isso…

Mas também acho que já está mais do que tarde de perceberem as mulheres compram jogos também, e não apoia isso a grande maioria. E não é porque as personagens femininas são tratadas com respeito em alguns jogos que suas roupas podem ser apelativas. Porque mulheres com roupas apelativas, na ‘vida real’, não são bem aceitas pelas mulheres em geral. Como mulheres que não jogam vão jogar algo assim?

Afirmação parece muito forte sobre sensualidade das mulheres?

Basta relembrar as garotas mais famosas dos jogos. Por exemplo, Peach, a princesa bobinha da saga de Mario e Luigi, que aguarda ansiosa ser resgatada por seu amado, mas sem nenhuma ação. Ou ainda Lara Croft, cujo apelo definitivamente não é seu passado trágico ou seu carisma. O sucesso da heroína de Tomb Raider se deve principalmente à sua sensualidade, destaca o site TG Daily.

Em um artigo para o site Bitmob, Patrick Stafford, jornalista e crítico de games, comenta que é fácil encontrar filmes e romances onde as mulheres figuram apenas como pares românticos de um personagem principal ou surgem para despertar desejos, mas afirma que isso já está indo longe demais nos games.

Stafford critica principalmente o jogo Mass Effect 2 e as constantes cenas onde o foco são bundas femininas. As personagens, mesmo que tenham sua própria história, se tornam símbolos sexuais no enredo, inviabilizando qualquer profundidade emocional que pudessem ter. Claro que muitos gamers gostam de ver garotas super sexualizadas nos jogos, mas chega desse cliche, não é?

O jornalista também cita o jogo God of War 3 e suas cenas com mulheres se acariciando e sensualizando com os jogadores. E outras centenas de títulos são semelhantes. Com personagens sedutoras e usando roupinhas coladas, a mensagem passada é de que as mulheres não são mais do que ferramentas usadas por desenvolvedores para satisfazer desejos sexuais dos jogadores, afirma Stafford.

A indústria, porém esquece que hoje os games não são hobby apenas de adolescentes, atraindo homens e mulheres de todas as idades. E com essa atitude, acabam ofendendo o público feminino e fazendo com que os jogos percam a chance de serem levados a sério como arte, empobrecendo enredos que poderiam ser brilhantes.

Por Nátaly Dauer
Fonte: Geek

E então, o que acham sobre sensualidade feminina?

Realmente falta uma personagem feminina de atitude sem que seus dotes físicos sejam a característica principal.

Quase sempre as mulheres são vistas como objeto de desejo, sempre com roupas provocantes, curvas perfeitas, falta um pouco de realidade entre as personagens femininas, talvez dar uma importância maior ao enredo da personagem, do que sua aparência.

Mas eu acho bem mais interessantes expor o lado sensual da mulher do que formas de violência e preconceito, que infelizmente existem em alguns jogos.

Infelizmente essa é uma tendência seguida em várias mídias e não penas nos VG’s (cinema, HQ, Clips etc).

objetificação do homem
objetificação do corpo feminino

Acho que acaba sendo mais uma daquelas tendências forçadas que são empurradas goela abaixo dos consumidores porque alguém entende que é isso que o publico quer.

No entanto temos algumas personagens femininas que apesar de serem sensuais também se sustentam por outras características como é o caso de Samus de Metroid e Rose de Street Fighter.

Hoje os desenvolvedores devem repensar bem suas personagens, as mulheres estão crescendo cada vez mais nesse mercado. Certas coisas são ofensivas e acabam limitando o público do game… Certo que quando o jogo é bom mesmo a gente até franze a testa para algumas cenas, mas a vontade de jogar é maior.

Hipersexualização nos jogos

Acho que essa visão tem que mudar um pouco. Só pegar como exemplo algumas chars como a Lucca (Chronno Cross), Roll (Megaman) e as citadas Aeris (FF) e Samus (Metroid) para ver que não é só com peito e bunda que se faz uma boa personagem feminina!

Notem que essa hipersensualização é característica bem mais marcante de jogos ocidentais. Os americanos parecem AMAR homens musculosos e mulheres cuja única coisa que se vê é a bunda ou os peitos (ou, por que não, ambos?)

A Samus é um exemplo perfeito, visto que no primeiro jogo dela só dava pra saber que era uma mulher no final do jogo, o que acho que valorizou muito a personagem.

A própria Peach ganhou um jogo só dela pro DS (e creio que hajam mais que eu não conheço) em que ela tem ações até parecidas com a do Mario (só que mais patty-like, visto que combina com ela, mas não pelo fato exclusivo de ser uma mulher. É só que essa característica é típica dela).

Creio que os japoneses respeitem muito mais as mulheres nos jogos, tudo bem que eles trocam o “sex appeal” por fofisse, mas mesmo elas sendo mais fofinhas tem muito mais história por trás e valor no enredo do que as dos jogos americanos, quando tem algum valor, este mesmo se divide com o tamanho da sua bunda.

Jogos onde a personagem feminina tem um papel em que não ocorra essa hipersensualização (característica cada vez mais presente a sociedade atual – TV, música, etc).

Explorar a sensualidade feminina é cada vez mais comum, não só para atrair os meninos, mas também as meninas, que passam a ter estas personagens como modelo de sensualidade. Se fizer uma retrospectiva rápida, vai ver que a cada geração a sensualidade é explorada mais cedo e banalizada mais, utilizando como justificativa a frase: “Estamos quebrando tabus”.

Nem tudo deve ser derrubado. A valorização que a mulher tem de si mesma e de seu corpo está sendo tratada assim.

As mulheres estão apertando as correntes e dizendo que estão cada vez mais livres, por mais que grandes franquias ou redes façam o inverso, a valorização da mulher deve começar com cada uma.

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *