Chega de racismo! Entenda porque a #29daysofblackcosplay é a melhor hashtag já criada

#29daysofblackcosplay

Uma das melhores hashtags durante o Black History Month, celebrado no mês de Fevereiro (“Mês da História Negra” nos EUA e Canadá, no Brasil em 20 de Novembro como Dia da Consciência Negra), nas mídias sociais é a hashtag #29daysofblackcosplay. Todos os anos, os cosplayers negros mostram os seus impressionantes cosplays nas redes sociais como o Facebook, Twitter e Tumblr e todas eles são extremamente incríveis. Agora, uma grande problematização: porque cosplayers negros são tão estereotipados dentro da comunidade de alguns fãs de quadrinhos e da cultura geek?

Como a Lady Lemon disse na entrevista que deu para a Cosplace “brigas acontecem em todo lugar,  pelas mais diferentes razões. Com os cosplayers não é diferente”. O mundo cosplay é um reflexo da nossa sociedade e assim como temos muita luta pela igualdade, infelizmente, também temos pessoas que possuem atitudes e ideias que ainda são reflexo de uma mente pequena, limitada e fútil que ainda pregam e/ou defendem o racismo, homofobia, machismo e essas demais doenças sociais.

A hashtag #29daysofblackcosplay nasceu com negros e negras que foram evitados e ridicularizados pois queriam se vestir como seu personagem favorito. É para ficar realmente surpreso com a quantidade de racismo na comunidade geek/otaku e a quantidade de casos de racismo que cosplayers e até personagens negros sofrem.

Chaka Cumberbatch, uma cosplayer negra (e uma das influenciadores do nascimento do #29DaysOfBlackCosplay) compartilha sua história que aconteceu há de três anos sobre a forma como ela foi insultada por escolher determinados personagens para fazer cosplay:

O que me mata é que, pessoalmente, ninguém tem a coragem de dizer uma palavra sobre acho ou não acho que as pessoas de pele mais escura devem fazer cosplays de personagens de pele branca – mas on-line são animais completamente diferente. On-line, eu era “Nigger Venus”, e “Sailor Venus Williams” porque eu sou negra.

Meu nariz era muito grande, meus lábios estavam muito grandes, eu tinha um “rosto como um gorila” e não era adequada para um personagem tão bonito, porque eu sou negra. Minha peruca era muito loira, minha peruca não era loira suficiente, ou, a minha peruca era do gueto porque eu estava tornando-a do gueto, por ser negra e tê-la em minha cabeça.

E além disso, eu estava insistindo em “estragar personagens”. Eu poderia ter, pelo menos, escolhido um com cabelo preto de modo que parecia mais “natural”. Eu deveria ter usado lentes azuis – mas se tivesse, ele teria um olhar do gueto. Porque eu sou negra.

Esses tipos de pensamentos devem parar já! Se você é branco, pense duas vezes na problematização sobre o racismo e entendo que NENHUM pre-conceito possui nível de aceitável, “eu somente critiquei porque acho que negros não podem fazer personagens brancos, mas não sou racista”, moço, VOCÊ É RACISTA SIM. E lembre-se que além de uma atitude suja, mesquinha e imbecil você está praticando um crime. Se você é negro(a), participe da campanha #29daysofblackcosplay, lacre a cara dos racistas e nos mostre as maravilhas do seu cosplay, pois o amor sim, isso importa #AmorCosplay. E fiquem agora com algumas fotos da campanha!

 

você pode gostar também Mais do autor